Daia em Anápolis se consolida como o maior Pólo Farmacêutico da América Latina

22.2.13
Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, esteve em Anápolis nesta sexta-feira, 22, onde visitou o novo complexo da indústria de medicamentos Brainfarma. Recebido pelo prefeito Antônio Gomide, conheceu as instalações do empreendimento e falou sobre os avanços da saúde pública do município.

Depois de uma visita às linhas de produção, o prefeito e ministro seguiram para o evento que marcou a inauguração da empresa ligada ao grupo Hypermarcas. A cerimônia contou ainda com a presença dos diretores da Brainfarma, do presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Dirceu Barbano, do governador Marconi Perillo, dos senadores goianos Wilder Morais e Ciro Miranda, do ex-jogador de futebol Ronaldo Nazário, secretários estaduais, deputados estaduais e federais, vereadores e secretários municipais.

Alexandre Padilha se mostrou extremamente satisfeito em saber que a cidade, que abriga o segundo maior pólo farmoquímico do País, ganha uma nova empresa. “O investimento na produção nacional de medicamentos agrega conteúdo tecnológico ao País e diminui a vulnerabilidade do Sistema Único de Saúde (SUS)”, afirmou o ministro.

A geração de emprego e renda também foi destacada pelo ministro da Saúde. “Esse empreendimento traz a impressão desse novo Brasil. Somos um País que gera emprego e renda numa indústria de alta tecnologia, como é a farmacêutica. Estamos hoje diante de um dos maiores investimentos, e tenho impressão que o Brasil começa a chegar ao patamar das indústrias de ponta”, comentou.

Alexandre Padilha ainda registrou que Anápolis é um dos municípios mais presentes nas políticas do Ministério da Saúde. Informou que o município terá a maior estrutura de Unidade de Pronto Atendimento de Goiás (UPA). “Até o segundo semestre estaremos entregando mais esse benefício que será referência. Esse é um bom exemplo de parceria entre a cidade e o Governo Federal”, enumerou.

A parceria entre poder público e entidades privadas foi ressaltada pelo prefeito Antônio Gomide. De acordo com ele, foi trabalhando com os mesmos objetivos que os governos federal, estadual e municipal, juntamente com os empreendedores, concretizaram a construção da Brainfarma. “Esse é o exemplo de que quando se dá as mãos conseguimos o desenvolvimento”, afirmou.

O prefeito ainda apontou que Anápolis é referência no crescimento econômico e social e que a implantação de mais um empreendimento fortalece as ações da administração municipal. “Significa que teremos mais receita para o município, o que se traduz em saúde, educação, infraestrutura e qualidade de vida”, expôs. Gomide também se mostrou animado com os novos postos de trabalho que a empresa vai gerar. A meta é de que até 2014, mais de 3.100 trabalhadores anapolinos sejam contratados pela empresa. “A geração de emprego nos permite ter uma cidade ativa e boa para se viver”, disse.

Na oportunidade, o grupo Hypermarcas ainda entregou ao prefeito Antônio Gomide, as chaves de uma creche no Residencial Summerville, fruto de uma parceria da empresa com a Prefeitura de Anápolis. Para atender cerca de 300 crianças, a unidade segue o projeto padrão do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação e possui uma área construída de 1.157,12 m² em terreno de 3.051,41 m².

A nova creche conta com dois berçários, dois maternais, lactário, sala de professores, direção, coordenação pedagógica, secretaria, almoxarifado, cozinha, depósito, rouparia, lavanderia, refeitório, pátio coberto, dois Jardins I com solário, dois Jardins II com solário, oito salas de aula e ainda sala de informática. Também possui área de uso comum para recreação coberta com auditório e sanitários para alunos.

A Hypermarcas é uma das principais fornecedoras de medicamentos para as mais de 25 mil drogarias conveniadas ao programa Farmácia Popular. A indústria é líder no mercado de medicamentos isentos de prescrição e de similares no Brasil.

O novo complexo industrial é composto de três fábricas – uma de sólidos, uma de semi-sólidos e uma de líquidos. Elas produzem um total de 40 milhões de unidades de medicamentos por mês. São produtos isentos de prescrição médica para medicamentos - como antigripais e analgésicos - e, com prescrição, para doenças crônicas e coronarianas, genéricos e similares.

A empresa investiu R$ 250 milhões no empreendimento, com geração de 2.500 empregos diretos. São 12 linhas de embalagem de alta velocidade, cada uma com capacidade para embalar 600 blísteres (compartimentos da cartela de comprimidos) por minuto.

Com a expansão do consumo de remédios genéricos no Brasil, o Daia se consolidou como o maior Pólo Farmacêutico de Genéricos da América Latina. O Pólo Farmacêutico de Anápolis conta hoje com 20 empresas de médio e grande porte. Próximo a Goiânia e Brasília, situa-se em local com fácil acesso para todas as regiões do País. Além disso, a área tem infraestrutura de telecomunicações e de transporte rodoviário, aéreo e ferroviário por meio dos terminais de Anápolis e Goiânia, que ligam o pólo com os demais grandes mercados nacionais e portos exportadores de Vitória, Rio de Janeiro, Sepetiba e Santos.

Fausto Costa

Fonte: anapolis.go.gov.br

Postagens

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »